Final de semana com muito jogo em Sampa!

De volta ao maior torneio regional do país

Diário de Bordo

De volta ao maior torneio regional do país

Nesse final de semana disputei o maior torneio regional do país, o CPH,  pude conhecer de perto o novo H2 e  vou contar um pouco do que foi esse final de semana com muita action mas sem o resultado $$$ esperado!

O clube está realmente fantástico, suntuoso, imponente e totalmente moderno. As opções de jogo são muitas assim como o cardápio variado e os ambientes amplos. Tudo perfeito para o CPH!!! e vamos aos fatos!

Eu particularmente prefiro jogar o dia 1 com blinds de 30 minutos e não de 1 hora, acho exagerado para o dia 1 jogar 12 horas de poker e 6 encaixa perfeitamente as minhas( e a de muitos) necessidades. Minha sugestão seria que mais opções para dia 1 com blinds de meia hora fossem disponibilizadas pois no sábado a noite(quando se disputa o nível de meia hora) muitos não podem estar.

Cheguei tranquilo para jogar no sábado a noite e depois de 2 níveis de blind acabei perdendo a primeira entrada em um AK x AT onde o meu adversário acertou uma sequência no river, fui para reentrada que estava dentro do meu planejamento e aí meu jogo conseguiu fluir e acredito que tenha cometido poucos erros no decorrer do dia, o que me deixou bastante satisfeito. Um dos erros foi um call otimista demais em uma mão contra Fabiano Solda,  outro foi a pouca precisão que joguei um AA, deixando de fazer valor( fiz a primeira parte da trap ok mas depois esqueci de diversos recursos que poderiam me trazer mais fichas) e o mais grave onde superestimei as chances de um blefe de 3 streets passar. Vivendo e aprendendo!!! Sempre deixei claro que a autocrítica é algo super importante e tem que ser trabalhada todos os dias de maneira sincera. Acabei passando com 35 Big Blinds para o dia 2, fiquei contente pois em 4 paradas grandes que me envolvi, acertei a decisão em 3 e em uma delas perdi colocando as fichas na frente, parte 1 foi realizada com sucesso! Outro ponto positivo foi minha concentração(evitar o celular durante boa parte do dia me fez muito bem).

Antes de contar sobre o dia 2 quero colocar um assunto que considero interessante: Reentradas! Eu sou totalmente fã de reentradas ilimitadas pois aumenta a amostragem e engorda o prêmio, muitos acham que o torneio deixa de ser muito técnico no dia 1 e eu discordo totalmente. O argumento principal é que favorece quem tem uma condição econômica mais privilegiada mas existem 2 lados, pois esse mesmo jogador com condição mais privilegiada muitas vezes dá 4,5 entradas e tem que fazer a mesa final para empatar enquanto que quem vai com uma ou 2 entradas apresenta um resultado positivo entrando na primeira faixa de premiação. Ou seja o jogador com mais grana tem a vantagem de poder arriscar mais mas a desvantagem de gerar mais dinheiro para o prêmio.

 

Vamos ao dia2!

Quem disputa o turno de sábado a noite tem clara desvantagem sobre quem já passou em outros dias pois o cansaço do poker somado as necessidades familiares de todos nós no domingo faz com que quem jogou no dia anterior esteja muito mais sobrecarregado e caso tivesse outro dia com nível de blind de 30 minutos os jogadores poderiam ter mais opções. Essa é a minha crítica construtiva a excelente grade montada pela equipe do clube. Cheguei com antecedência, comi bem e estava pronto para disputar o torneio. Não gosto de pegar as mesas de números mais altos pois estouram logo e você fica naquele fluxo migratório e tem que estar em constante adaptação. Ossos do ofício!

Na primeira mesa joguei com jogadores experientes  como Ramiro Maduro e João Bosco Maués. Nessa mesa creio que superestimei o primeiro spot do dia mas também nada de muito grave, logo as coisas fluíram joguei bem duas mãos de valor pelo fato de ter analisado bastante o erro do dia anterior e depois de 2 horas de jogo a mesa estourou e fui remanejado. Na nova mesa as coisas não encaixaram e acabei sendo eliminado em uma mão onde tenho 28 bigblinds e estou no dealer quando Nayara Rocha no MP+1  deu raise para 6500 no blind 1500/3000, um jogador com perfil hiper/over/masterblaster calling station deu call no cutoff e resolvi ir de all in com meu 88, todos foldaram inclusive a Nayara e o jogador deu um call bastante loose de A9s. Perdi o coinflip e fui eliminado da competição. Just another day at the office! porém com aprendizados importantes e que vão me ajudar a corrigir algumas condutas e estratégias para eventos futuros! Só para finalizar eu acho ruim o call dele de A9s!

Uma vez mais, vivendo e aprendendo!

Boa sorte nas mesas!

 

¿Quieres enterarte primero de todo lo que sucede en el mundo del poker? CodigoPoker te brinda la mejor información minuto a minuto en tu social media. Síguenos en Facebook, Twitter, Youtube y Google

NOTICIAS MÁS LEIDAS Presentadas por